MUDANDO A EDUCAÇÃO, UM IPAD POR VEZ

 Texto escrito por SERGIO FERNANDES 

Estou aqui pra falar de um assunto que eu me interesso muito, e passei a me interessar ainda mais nas últimas semanas, que é o mundo da educação.

Como vocês já devem saber, a Apple lançou dois novos produtos: osTextbooks (Livros didáticos, para nós) na iBookstore e o iBooks Author. Eu já estava, desde que saiu a notícia de que a Apple faria um evento apenas sobre educação, louco para saber o que a Apple ia fazer com isso. O evento não teve iPad novo, não teve Mac novo, nada disso. Esse evento da Apple só se baseou em apenas uma coisa: “O modo como o ensino funciona agora é uma porcaria, vamos dar um jeito nisso?”. E eu preciso dizer que eu adorei as novidades. O uso que eu sempre achei que era o mais importante para o iPad, agora finalmente ganha a atenção que precisava.

Há muito tempo eu acho que o método atual de ensino é deveras antiquado. O professor lá em cima, escrevendo várias coisas no quadro negro, você sentado, tendo que ficar quieto, copiando tudo aquilo. Depois ele ia lá, e no caso de alguns professores, lia exatamente o que ele escreveu, sem explicar nada mais e ficava por isso aí mesmo. Nada de coisas interessantes, nada de interatividade, nada de diversão. No mundo atual, onde temos um universo de diversão diretamente nos nossos bolsos, a atenção de um jovem está dramaticamente menor (e eu falo isso pois eu passo pela mesma coisa), então o que precisamos é criar algo quase tão divertido, se possível mais, do que os jogos que você encontra por ai.

Você acha isso impossível? Então veja esse vídeo do aplicativo chamado “Bobo Explores Light“, onde nós temos um incrivelmente simpático robôzinho chamado Bobo, que viaja até a Terra e começa a aprender, começando pelo fogo, sobre a luz. De forma absurdamente divertida, ainda assim muito didática, você aprende sobre óptica, biologia (seres bioluminescentes, por exemplo), anatomia, entre muitas outras coisas. Você aprende sem nem perceber que está aprendendo.

Sério, a primeira vez que eu joguei nesse app, eu juro pra vocês que tinha momentos em que eu simplesmente tinha que largar o iPad, pois eu não conseguir parar de rir e tinha medo que os meus espasmos fizessem eu soltar ele no chão. O que eu quero dizer com isso, é que a educação do modo atual é muito monótona, diferente do resto do mundo, que tenta com todas as forças chamar a sua atenção. E foi exatamente com isso que a Apple decidiu se meter.

TEXTBOOKS NA IBOOKSTORE

A Apple consagrou a sua loja de livros, a iBookstore, como um modo simples e rápido de você comprar os seus livros. E agora quer fazer o mesmo com livros escolares. Nada de comprar aqueles livros gigantes e pesados, que tem preços absurdos, que as vezes vão até 100 dólares. Com a iBookstore, os livros saem por um preço médio de 15 dólares, bem mais em conta que os exageros que as editoras fazem. E o melhor de tudo é a interatividade. São livros super interessantes, com vídeos, animações, comentários em áudio e o que mais a imaginação do criador permitir.

E sabe quando você vai, começa a anotar diversas coisas em seu livro, enchendo ele de notas e marca-texto? Bem, o iBooks agora tem o mesmo suporte. Apenas arrastando o dedo pelo texto você o marca, e tocando na marcação você pode adicionar uma nota para aquele trecho, isso tudo sem ficar com os dedos sujos de marca-texto. A Apple deu o primeiro passo para a criação de livros mais interessantes e divertidos, tentando, assim, trazer ainda mais jovens para os estudos, e claro, ainda mais jovens para a sua plataforma de produtos. Mas com tanta tecnologia, vai ser complicado pra caramba fazer um livro desses, correto? Bem, pra resolver isso, a Apple criou o…

IBOOKS AUTHOR

Se a Apple quis fazer com que a experiência de se comprar um livro didático fosse simples, ela seguiu a mesma idéia na hora de mostrar como montar um. Com o iBooks Author, praticamente como um Pages com esteróides, qualquer um pode fazer o seu livro. Com funcionalidades prontas, apenas arraste imagens, vídeos, objetos em 3D, uma apresentação do Keynote, entre muitas outras coisas para dentro do projeto e o iBooks Author trata do resto. E se você quiser fazer algo mais sofisticado do que a Apple já te dá pronto, você pode adicionar novos recursos interativos, usando apenas HTML. Com isso, qualquer professor que sempre teve aquelia de um livro, mas nunca conseguiu uma editora para fazê-lo, agora ele mesmo pode montar o seu livro, e ele mesmo pode enviá-lo para a iBookstore, sem precisar fechar contrato com editora alguma. Com certeza isso é algo que vai fazer muita gente tirar seus projetos de livros da gaveta!

Agora só o tempo dirá como essas tecnologias irão se sair. Se os alunos realmente vão se interessar pelas novas ferramentas que estão sendo dadas a eles, e mais importante pra nós, brasileiros, se o mercado brasileiro vai aceitar isso com bons olhos, já que com a MP do Bem já efetiva para o iPad produzido aqui, já podemos esperar iPads a um preço mais camarada. Será que o iPad tem o potencial de virar a nova “mochila”?

Mas calma, não acabou ainda não! Como um bom professor, eu sugiro que vocês estendam o seu conhecimento dando uma passadinha lá no site da Apple, onde você pode ver muito mais informações e imagens, e pode até baixar o iBooks Author pra fazer um testezinho e ver qualé a desse pequeno e poderoso aplicativo.

E mais uma coisa, se alguém aí não entende muito bem inglês e gostaria de uma versão legendada do vídeo sobre os Textbooks que a Apple fez, eu tô trabalhando em uma agora, e logo logo posto aqui no blog. (:

Texto originalmente postado em Apple Addicted

Anúncios